Sem máscaras

Esse blog é uma espécie de "reclamário"que construí cá online. Com comentários sobre cultura, comportamento, um pouco de política. Opinião. Ironia. Os temas são amplos: o que der na telha, entre livros, músicas, videos, séries de tv, um e outro filme, papos de boteco, enfim - aquilo de que nos ocupamos na web e na vida.

sábado, 4 de setembro de 2010

Dedicatória

Dedico-me ao meu sangue, minha fámilia carnal nessa vida. Dedico-me aos meus amigos, minha família espiritual que tive a felicidade de reencontrar nessa caminhada. Dedico-me à saudade de minha antiga vida de universitária, quando tudo era mais sóbrio e digno e eu não precisava conviver com quem não tinha os mesmos princípios que eu. Dedico-me à poesia de Cazuza. À vibração das cores neutras de Cândido Portinari. A kashmir de Led Zeppelin que me amolece os ossos.A Judas Priest que me ajuda a exorcizar o que há de ruim no meu dia. A Jim Morrison que me espantou (no início) e com quem voei em fogo.Á Janis Joplin , que me remete às lembranças mais doces da minha vida. Á "Morte", em que Jesus me revela um destino. Sobretudo dedico-me às vésperas de hoje e a hoje, ao transparente véu do Espiritismo, a Chico Xavier, a Zilda Arns, a Martin Luther King, a Gandhi - a todos esses que em mim atingiram lugares inesperados, todos esses "profetas" do presente e do passado e que a mim advinharam a mim mesmo a ponto de eu neste instante explodir em: EU.......Esse eu que é "eles" pois não aguento ser apenas "mim", preciso deles pra me manter em pé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário