Sem máscaras

Esse blog é uma espécie de "reclamário"que construí cá online. Com comentários sobre cultura, comportamento, um pouco de política. Opinião. Ironia. Os temas são amplos: o que der na telha, entre livros, músicas, videos, séries de tv, um e outro filme, papos de boteco, enfim - aquilo de que nos ocupamos na web e na vida.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Coração rima com ilusão.



Ele chegou de um jeito diferente e inesperado....que fim de tarde inusitado.

Rapaz inteligente, bonito e educado....porém para vida vivia ajoelhado.

Na minha vida o recebi e naquele amor eu me perdi.

Por ele tudo cedi e na ansiedade vivi.

Da minha paz ele queria se fartar e eu com minha minha solidão acabar.

Ele dizia me amar....por amor eu fingia acreditar.
Eu sabia que nossos mundos eram diferentes....mas aquela barba rente (hmmm)

Da vida eu nada sabia...a única certeza era que a ele eu queria.
Por alguns anos juntos ficamos...várias juras de amor nós trocamos.

Aos poucos pra vida ele foi ficando em pé e com os olhos me dizendo "até".
No fundo eu sabia que a qualquer momento ele partiria.
Só não sabia que ele seria tão mesquinho....quebrando meu coração em pedacinhos.

Ele não foi sincero na despedida....nem para tras ele olhou na partida
Uma pessoa de seu nível ele achou e o meu mundo ele abandonou.

Quando as coisas apertavam ele ligava e da sua vida ele me contava.
Toda noite de saudade eu chorava....mas apesar de tudo por ele eu sempre orava.

Minha vida eu prossegui...mas ele eu nunca esqueci.
Certo dia ele me ligou,novo encontro marcou.
Meu coração se aqueceu novamente ...eu e essa minha mania de acreditar em gente.

De ouvinte eu me fiz...acabei fazendo tudo que ele quis.
No dia seguinte ele me despachou...com os amigos se gabou.
Demorei para sacar.... que da minha bondade ele queria abusar.

Minha vida eu "toquei"...de forte me disfarcei.
Deus sabe o quanto chorei...mas graças aos amigos eu me levantei.
Nossas dívidas foram resgatadas e nossas vidas desatadas.

Mas por ele não tenho mágoa não...apenas tenho gratidão.
Por que no fim das contas valeu a pena...sai de tudo mais serena e ele perdeu a "sua" pequena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário